É birrento? Se irrita por pouco? Reclama por qualquer coisa? Junte-se a nós!

Wednesday, December 10, 2008

confusões com o nome

meu nome não é dos mais fáceis, mas também vamos combinar que não é tão difícil assim. Sabe-se lá o que se passava pela cabeça de mamãe e papai quando escolheram "Ticiana" - porque não fui eu quem escolheu, não posso ser penalizada.

Sim, sou penalizada. Ligo para o Café do Ponto para pedir um humilde pão de queijo. Na hora de anotar o pedido, ela me pergunta o nome, coisa básica. De repente viro "Juciara", "Jaciane", "Gilceane", além dos mais comuns "Tatiana", "Cristiane" e "Luciana". Só que dessa vez a moça do Café do Ponto forçou. O rapaz me aparece em plena redação e diz "pão de queijo para a Chinchila". Claro, o povo veio abaixo. Um animal tão fofinho e eu, quem imaginava que teríamos tanto em comum. A partir daí, perdeu-se totalmente o respeito pelo meu nome. Qualquer um que ligasse na redação atrás de alguém com nome esquisito passavam pra mim - na maioria das vezes era engano mesmo.

E quando a pessoa entende Ticiana, mas não lembra depois - "seu nome é difícil de guardar". Tudo bem, até concordo, o que não engulo é "ah tá, igual a filha da garota de ipanema". Credo.

De tanto repetir meu nome pros outros - ainda mais pelo telefone, quando não tenho o apoio dos lábios - já criei uma estratégia. No segundo "hã?", já começo "T" de "tatu", I de "igreja", C de "casa", e por aí vai. E acredita que mesmo assim a pessoa consegue me inventar um nome? Desde então, confesso que desisti. Segui uma história que minha querida amiga Ritinha me contou e que funcionou com ela. Rita é um nome comum, certo? Mas tinha gente que errava, aliás, uma pessoa em específico, sua chefe na época. Todos os dias, ela chamava a Rita de "Sônia", "Laura", ou qualquer outra coisa nessa linha. Vai ser desmemoriada lá longe. E ainda perguntava no final, "seu nome é sônia né?". Depois de uma semana tentando consertar, ela desistiu, e respondeu "pode ser, o que você quiser". Pergunta se a fofa errou o nome dela mais uma vez.

Então, tenho adotada essa tática. Falei, repeti, soletrei e mesmo assim a pessoa me vem com "Julciane", respondo, "isso mesmo". E fim da história.

12 Comments:

Anonymous may said...

meu nome é mais difícil e eu tb adotei essa tática. normalmente as pessoas ao meu lado é que ficam corrigindo. não é mariuma, é mayumi, mas eu nem tchuns. não adianta né. queria ver se fosse waldercléya, aposto que ninguém errava. e ainda achava bonito.

10:18 AM

 
Blogger Gabi said...

Tici, eu também sofro e meu nome é super fácil. Canso de receber e-mails e correpondências para "GabriellY", com Y!

12:10 PM

 
Blogger tici said...

oi may e gabi, de uma forma bem estranha, fico mais aliviada que outros tb passem por esse mesmo problema...hehehe

12:48 PM

 
Blogger Rôdy said...

isso acontece com o nome da minha mãe:
Yara Paulletti Witzel.
tenho que falar Yara com "y"
Paulletti com dois "L" e dois "T"
Witzel com "W" e "Z", mas quando dá, pedem pra eu escrever mesmo :D

10:02 PM

 
Blogger July Santiago said...

O meu é absolutamente simples: Juliana. E é aí que está o problema.
Por ser muito comum, já que ninguém morre sem conhecer pelo menos umas cinco "Julianas" (e ter problema com no mínimo duas delas)meu nome vira todos os nomes:
Luciana, Fabiana, Adriana, Julia Ana...
Agora é assim. Se eu escuto alguma coisa meio anasalada, já sei que é comigo mesma.

4:51 AM

 
Anonymous Roberta said...

Eu estudei 2 anos com uma pessoa que me chamava de Renata. No primeiro ano, eu corrigia, depois eu acabei desencanando. Também me chamam de Fernanda e eu não entendo, porque Roberta não tem nada a ver com Fernanda...
Roberta é um nome tão fácil, custa acertar?

5:17 AM

 
Anonymous uma isabel said...

Meu nome é Isabel e sempre me chamam de Isabela. Tive um professor que mesmo lendo a chamada só falava 'Isabeeeela'. Eu corrigia 'É Isabel. Presente.', mas não adiantava. Um dia, enchi o saco, levantei da carteira, fui até ele, apontei meu nome na chamada e falei 'Lê', na frente da turma toda. Nem lembro se ele continuou errando depois disso. Esse pequeno momento de bravura me deu tanta satisfação, mas tanta, que eu até parei de ligar.

5:53 AM

 
Blogger Diógenes de Souza said...

Não acho meu nome muito comum, mas também sempre erram. Tem gente que chama Anteógenes, Temóstenes, Temistrocles (juro que já falaram este!), Demóstenes, Geroge, etc e tal. Mas quando acertam, soa como música boa aos ouvidos. XD

8:57 AM

 
Blogger Bobie Salles said...

Tici, eu lembro do dia da Chinchila hahahaha
E, Roberta, as pessoas insistem em me chamar de Renata. E eu sempre respondo: "É Roberta, igual ao REI, sabe?" hahahahaha

6:29 AM

 
Anonymous Sábatha said...

Me chamo Sábatha e já me chamaram de tantas coisas, o mais comum é Tábata. Só que já me chamaram de Samantha, Sara, Samaia, Sábada ( e sempre tem um pra falar : É o feminino de sábado, né?) e por aí vai. Piadas então, são várias. A mais comum é " E o Domingo, como vai???". Toda vez que eu vou em médico, laboratório, eu já sei quando vou ser chamada pq ele(a) pega o prontuário e olha, olha denovo, enruga a testa, aí eu já sei que sou eu, e nunca acertam o nome. Toda vez que aparecia um professor novo na escola e hoje em dia na faculdade, a hora que chegava no R da lista, eu já tremia, lá vinha o nome errado e a sala em peso dando risada. Hoje em dia, nem ligo mais. Começando com S tá valendo qualquer coisa. Nome vc não escolhe, engole, né??? Rsss... Beijos.

5:00 PM

 
Anonymous Fernando said...

Eu acho que as pessoas ficam disléxas ao telefone...
Eu me chamo Fernando e só atender para alguém me chamar de Floriano, Fabiano...

3:36 AM

 
Anonymous carlen said...

Queridinhos... vcs não sabem, não fazem idéia do que é chamar Carlen Bischain...

7:48 PM

 

Post a Comment

<< Home