É birrento? Se irrita por pouco? Reclama por qualquer coisa? Junte-se a nós!

Friday, June 13, 2008

Off-line

É, parece que alguém resolveu me foder no dias dos namorados, e não foi um moreno alto, bonito e sensual, mas a Vivo. E ela passou longe de resolver os meus problemas.

Digamos que tive minha sexta-feira 13 antecipada. Tinha que cobrir um evento às 8h30 da manhã do outro lado da cidade, numa quinta, isto é, nem que eu quisesse poderia pegar o carro por causa do rodízio.

Organizada como sou, mal acordei e já tratei logo de ligar para a rádio-táxi para agendar o carro. Tentar ligar, na verdade. Disco o número com o boleto na mão e ao invés de ouvir o piiii, piii tradicional do sinal de chamada escuto “Vivo informa...” Ih, começou com Vivo informa já é meio caminho andado para ser merda.

E era. Assim, sem mais nem menos, em pleno dia dos namorados, de rodízio e de evento cedo na puta que pariu a Vivo resolveu, baseada em algum sistema de CRM do mal, que era a hora perfeita de me sacanear e suspender o meu telefone.

Pois é. Fiquei sem serviço nenhum sob a alegação que só vim a saber no final da noite de que o sistema deles não tinha identificado meu pagamento em uma nova modalidade que me migraram.

Poxa, mesmo que eu fosse uma inadimplente de plantão, os caras lidam com um serviço que fica 24 horas do meu lado, não tem desculpa para dizer que não me encontrou, não é verdade? Cobrar com jeitinho, checar se há alguma irregularidade, mas não, foi mais fácil apelar para o menos simpático: cortar sem quaisquer aviso prévio, me deixar em apuros (e sozinha diga-se de passagem) num dia de cão.

Já foi religado, é verdade, mas isso depois de eu ter feito plantão e até dado telefone de orelhão para retorno da rádio-táxi (que também levou 1h30 para me atender, mas isso já é outra história), passado o dia todo incomunicável, pedido favor para deus e o mundo, ter feito minha mãe achar que eu morri, imaginando que marquei um blind date com um estranho psicopata e que meu corpo jazia em uma cama ensangüentada de motel barato agora.

Uma semana. Esse é o tempo que ficarei com a empresa. Só até aderir às concorrentes e é no plural mesmo. Depois dessa experiência desagradável e constrangedora descobri que com operadora de celular tenho que lidar como com os homens. Definitivamente não dá para ficar dependente de um e por segurança é prudente que se tenha pelo menos outro na manga em caso de emergência.

2 Comments:

Blogger NaNie ! said...

Antes de colocar minha conta da Vivo em débito automático, me esqueci de pagar a conta (sou meio lesada para lembrar das coisas em cima da hora, hahaha) umas duas vezes... mas não chegaram a cortar... tiveram cobranças chatas, e eu ia pagar, foi só esquecimento mesmo... mas cortar sem avisar, ou ao menos lembrar antes é sacanagem...

Não mudo de operadora porque o sinal é diferencial para mim... aonde trabalho, tem cantos que nem Tim nem Claro pegam (detalhe, é SP Capital... mas enfim, rs)... daí, fico com a Vivo, pq sei que pega lá, na facu... mas td bem ;)

10:07 AM

 
Blogger Jacqueline said...

operadora de celular é um saco!

1:45 PM

 

Post a Comment

<< Home